CHEGA AO BRASIL A MELHOR TV PELO COMPUTADOR SEM MENSALIDADES - CLIQUE AQUI

 

Acidente Barra Da Tijuca Rio De Janeiro - RJ

Entrar

Enviar Vídeos Enviar Fotos Enviar Notícias

Acidente Barra Da Tijuca Rio De Janeiro - RJ

Postado em 23/09/2009 às 19:27 por Alerta - aprovado por Cabuloso.com - Enviar por E-mail
RIO - Sobe para três o número de mortos no acidente na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste, no final da noite desta terça-feira. A universitária Ana Carolina Figueira Lampart, de 20 anos, que estava na garupa, foi levada para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, e morreu na manhã desta quarta-feira. Segundo a Secretaria de Saúde, a estudante deu entrada no hospital em estado muito grave devido a um traumatismo craniano. No acidente, o garçom Luiz Carlos Teixeira Rogério, 39 anos, foi atropelado na faixa de pedestres, quando tentava atravessar a via, e morreu na hora. O estudante de pilotagem de avião João Paulo Damiani, 21 anos, que pilotava a moto, também não resistiu. Com o choque, os corpos das vítimas foram arremessados a 50 metros do local do acidente, que ocorreu por volta das 23h, na pista sentido Barra, próximo ao Windsor Barra Hotel. O garçom havia saído do restaurante onde trabalhava na companhia de outros dois funcionários. De acordo com o gerente do estabelecimento, Carlos Sales, os três passavam pela faixa de pedestres no momento do acidente. Os dois colegas conseguiram correr, mas o garçom acabou atropelado. Testemunhas contaram que a moto conduzida por João Paulo, uma Suzuki, seguia em alta velocidade, quando ocorreu o atropelamento. João Paulo e Ana Carolina, segundo relatos de testemunhas, usavam capacete. O gerente disse ainda que Luiz Carlos trabalhava no local há dez anos. Ainda segundo Sales, Luiz Carlos foi liberado à s 22h40m e ia para casa, na comunidade Muzema, em Jacarepaguá. O garçom era casado e tinha dois filhos. - Ouvimos o barulho e corremos para ver o que era e ficamos chocados com a cena. Ele era um irmão, nos conhecíamos há 20 anos. Estamos chocados com essa tragédia - disse, emocionado. Carlos Sales também reclamou da falta de sinalização na Avenida Lúcio Costa. Segundo ele, a via não tem sinalização, não tem radar e, após 22h, os veículos passam em alta velocidade. Familiares de João Paulo Damiani estiveram no local e ficaram o tempo todo próximo ao corpo do rapaz. Amigos do estudante contaram que ele sonhava em pilotar avião e, por conta disso, cursava uma escola de pilotagem. O pai do estudante, Gilberto Damiani, estava inconsolável. - Eu odeio motocicletas. E meu filho acabou sendo vítima de uma delas - desabafou, ao lado dos outros dois filhos - João Paulo era o do meio. Quando a mãe do estudante chegou ao local, entrou em desespero ao ver o corpo do filho estendido na rua. Aos prantos, ela abraçou o rapaz e teve que ser amparada pelos outros filhos. Familiares contaram que João Paulo e Ana Carolina eram amigos. Eles haviam saído de um cinema pouco antes do acidente, e seguiam para casa, na Barra da Tijuca.

PARTICIPE DE NOSA FANPAGE OFICIAL CABULOSO.COM

Boletim Cabuloso Grátis
Receba Diariamente Atualizações do Site por E-mail

 

Você precisa ser um usuário registrado para poder postar comentários no Cabuloso.com! Registre-se gratuitamente!