CHEGA AO BRASIL A MELHOR TV PELO COMPUTADOR SEM MENSALIDADES - CLIQUE AQUI

 

Dipirona Sódica - Indicações, Contra Indicações E Bula Do Remédio

Entrar

Enviar Vídeos Enviar Fotos Enviar Notícias

Dipirona Sódica - Indicações, Contra Indicações E Bula Do Remédio

Postado em 08/05/2009 às 11:48 por Cabuloso.com - aprovado por Cabuloso.com - Enviar por E-mail
Metamizol sódico ou Dipirona sódica é um medicamento antiinflamatório não-estereoidal (AINE) que é utilizada principalmente como analgésico e antitérmico. Sua utilização, no entanto, se encontra restrita a alguns paises, sendo extremamente popular no Brasil onde efetivamente é um dos analgésicos mais populares, ao lado do ácido acetil salicílico. Quimicamente é o [(2,3-diidro-1,5-dimetil-3-oxo-2-fenil-1H-pirazol-4-il)metilamino] metanossulfonato sódico (ou 1-fenil-2,3-dimetil-5-pirazolona-4-metilaminometano sulfonato de sódio). Também é dito simplesmente metamizol ou dipirona ou ainda metilmelubrina, sem alusão ao cátion ligante, que, embora mais comumente seja o sódio, pode, também, ser o magnésio, originando a dipirona magnésica. Comercialmente, conhece-se pelos nomes Dipidor®, Novalgina®, Neosaldina®, Lisador®, Nolotil® entre outros, até também pelo próprio nome Dipirona®. Riscos de agranulocitose O metamizol foi sintetizado pela primeira vez na Alemanha em 1920 pela companhia Hoechst AG, e em 1922 foi iniciada sua produção em massa. A droga permaneceu disponível mundialmente até a década de 70 quando foi descoberto que havia risco de causar agranulocitose — uma doença muito perigosa e potencialmente fatal. Estudos recentes indicam que a taxa de incidência de agranulocitose causada pelo metamizol está entre 0,2 e 2 casos por milhão de pessoas com dias de uso[1], contando com aproximadamente 7% dos casos fatais (sendo que todos os pacientes tiveram acesso a cuidados médicos urgentes). Em outras palavras, podemos esperar entre 50 e 500 mortes anualmente em um país de 300 milhões de habitantes devido ao metamizol, levando em consideração que todo cidadão faça uso da droga ao menos uma vez ao mês. O metamizol foi banido da Suécia em 1974 e dos Estados Unidos em 1977; mais de trinta países incluindo Japão, Austrália e a maioria dos países integrantes da União Européia tomaram a mesma decisão. Nesses países a droga ainda é utilizada como medicamento veterinário. Algumas companhias farmacêuticas, particularmente Hoechst e Merck, continuam a desenvolver drogas que contenham o metamizol e as comercializam em alguns países. No resto do mundo (especialmente na Espanha, México, Brasil, Índia, Rússia, Macedônia, Bulgária, Romênia, Israel e países do terceiro mundo), o metamizol ainda se encontra largamente disponível e continua sendo considerado um dos mais populares analgésicos. O metamizol recebeu um breve momento de atenção na mídia americana em 2001[2] quando um imigrante latino fora internado em um clínica em Salt Lake City com sintomas clínicos de agranulocitose. Foi descoberto que a droga continuava muito popular entre os imigrantes mexicanos e livremente disponível em lojas de imigrantes latinos. Indicação Indicado como analgésico e antipirético. Mecanismo de ação Após administração, o metamizol é completamente hidrolisado em sua porção ativa, 4-N-metilaminoantipirina (MAA). Principalmente o MAA, mas também o 4-aminoantipirina (AA), contribuem para o efeito clínico. é inibidor seletivo de prostaglandina F2-alfa.[3] Reações adversas Reações anafiláticas com os seguintes sintomas na pele ou mucosas: Ardor; Inchaço. Prurido; Rubor; Urticária; Além de dispnéia e, menos freqüentemente, sintomas gastrintestinais. Entre outras reações adversas encontram-se: Angioedema grave; Arritmia cardíaca; Broncoespasmo grave; Choque circulatório; Exantema; Hipotensão arterial e Urticária generalizada. E em casos isolados e/ou raramente: Agranulocitose ou trombocitopenia; Leucopenia; Síndrome de Lyell; e Síndrome de Stevens-Johnson. Outras informações Absorção e administração: via oral e parenteral. Metabolismo: Hepático Excreção: Renal Meia vida plasmática (4 em 4 horas) Dose Máxima Diária: 4g ATENçãO: Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças e só deve ser Consumido com recomendação médica, O mau uso desses fármacos podem causar danos à sua saúde e levar a morte.

PARTICIPE DE NOSA FANPAGE OFICIAL CABULOSO.COM

Você precisa ser um usuário registrado para poder postar comentários no Cabuloso.com! Registre-se gratuitamente!