CHEGA AO BRASIL A MELHOR TV PELO COMPUTADOR SEM MENSALIDADES - CLIQUE AQUI

 

Preconceito E Discriminação Contra Homossexual

Entrar

Enviar Vídeos Enviar Fotos Enviar Notícias

Preconceito E Discriminação Contra Homossexual

Postado em 02/06/2009 às 15:21 por Cabuloso.com - aprovado por Cabuloso.com - Enviar por E-mail
Sempre que a sociedade discorda da essência e condição de algumas pessoas ou até mesmo quando esta, por motivos de caráter sente-se mal em estar perto de seres que supostamente são imorais e inferiores a ela, surge um problema chamado preconceito. A significação desta palavra refere-se ao fato de você ter um conceito, uma avaliação de alguém sem conhecer a personalidade e o caráter mediante a figura física ou ações momentâneas em situações adversas, o que confere opiniões precipitadas a respeito da pessoa avaliada. A conseqüência do preconceito é a discriminação cujo significado é a efetiva repulsa a pessoa baseada no preconceito estabelecido antes, é como se fosse à execução da opinião formada, é a efetivação do preconceito formado, explicitação da concepção premeditada em face da visualização de uma situação exercida por qualquer indivíduo. Tomando como base estes conceitos podemos agrupar a homossexualidade e a pessoa do homossexual nessa atmosfera de pessoas que sofrem preconceito e são discriminadas, foram marginalizadas e segregadas do meio social. Exercerei uma análise concernente ao preconceito realizado contra a homossexualidade e depois contra o homossexual e, expondo-a através de fatores que a evidenciam e permanentemente são usados para se justificar o pleno exercício desse ato desonesto e revoltante e finalizando com as conseqüências geradas na vida do ser homossexual. *Fator Ordem natural: baseia-se no sentido de acreditar existir uma ordem natural da sexualidade onde a homossexualidade está excluída em face da relação apenas proporcionar prazer e não procriar e também é considerada como uma afronta a essa ordem estabelecida, pois o padrão definido é o homem e a mulher. Para isso justifica-se em dizer que uma pessoa de sexualidade diferente desse padrão, mudou por vontade própria a sua natureza de suposta ordem natural, como se questões relativas à sexualidade não viessem definidas na concepção genética do indivíduo. *Fator religião: remete-se ao fato da religião empreender uma perseguição com fundamentação nas traduções bíblicas á homossexualidade caracterizando-a como "perversão", "desvio de conduta", "desvio de comportamento", "mudança da ordem natural", exercendo políticas de "curas" para algo perfeitamente natural. Com isso a religião passou a ser a principal questionadora da homossexualidade gerando nas pessoas que a seguem uma aversão exarcebada ao assunto impossibilitando em muitos momentos a discussão a respeito do assunto, verifique dentro das igrejas se ainda não é um tabu falar de sexo e principalmente da homossexualidade, as razões são simples: alguns que são religiosos e usam a religião para esconder a sua verdadeira face, repugnância ao assunto, por ser polêmico e de uma difícil definição de opinião que gregos e troianos concordem preferem deixar de lado como de fosse um zero a esquerda e que nada eles poderiam fazer.E todos os que professam alguma religião que condena á homossexualidade sabem muito bem disso, mas é uma ferida intocável que permanece ferindo e fazendo sofrer á muitas pessoas por conta dessa visão intolerante, fundamentalista e autoritária executada pela religião. *Fator moral: alia-se ao fato de considerar a homossexualidade como algo imoral, indigno, profundamente refutável do ponto de vista de valores morais cabíveis a qualquer pessoa. Ou seja, caracteriza o ser que tem uma essência da sexualidade diferente a prerrogativa da mesma ser uma pessoa digna ou não. Isso implica em dizer que não a personalidade, o caráter, ás ações que são a comprovação de alguém ser moral e sim á sua situação sexual. Outra questão é que a homossexualidade não se enquadra num rol de valores, pois quantos heteros são corruptos e até mais imorais que a homossexualidade, a constituição sexual de cada pessoa não é fator delimitante de precedência para que ela seja moral ou imoral, digna ou indigna, mas sim os seus atos, opiniões, posições, realizações frente á sociedade. È como dizer que todos os cristãos são honestos por seguirem um código de virtudes, é claro que existem cristãos desonestos, a religião do ser de maneira nenhuma posta como honesto ou corrupto. Com isso a homossexualidade carrega o estigma de ser imoral, sem valores, impura e todos os adjetivos que caracterizam refutações. È necessário entender esse problema gerado por esse pensamento por parte de muitos senhores morais, e reverter essa situação de qualificação da mesma como imoral. *Fator homo fobia e sociedade: amparada fortemente no preconceito, se efetiva na aversão, repugnância, repúdio, medo, vontade de prejudicar nós homossexuais pela inóspita justificativa de sermos distintos na área da sexualidade. Acontece no trabalho, no consultório médico, na padaria, na fila do banco, e em muitos outros locais, ao chegar alguém que apresenta características de gay (mesmo se for um gay não efeminado, ou seja, que não apresenta caricaturas, vestido de mulher, falando fino enfim) em alguma ação será demonstrada sua sexualidade, e já se é motivo para olhar a pessoa diferente, afastar-se dela, se pedir informação finge que não escuta ou diz não saber informar, enfim são tantas as alternativas e ações para se exercer o fator homofóbico, a presença do gay se torna um incomodo para as pessoas altamente "superiores" nesses e nos demais lugares. Esse fator poderá resultar no extremo de desejar de acabar ou tornar fatal à vida de um ser portador da sexualidade diferente, necessitando cuidado para onde se estar e caso perceba atitudes suspeitas, chamar a polícia ou pedir ajuda a alguém menos insipiente existente no local. *Fator familiar: causado pelo fato da não aceitação familiar em relação a homossexualidade do filho, exercendo preconceito, em vez de apoiar, ajudar e procurar compreender o filho, aceitando-o para ele não ser jogado aos cuidados da sociedade, garantindo assim a própria integridade física, emocional e sexual, sendo um suporte para viver feliz. Conseqüências diretas na vida de nós gays, resultantes do preconceito e da discriminação. *Conseqüência pessoal: por ser vítima desse preconceito e da discriminação, muitos homossexuais acreditam ser pessoas estranhas, as quais não têm direito a nada, nem ao respeito, é alvo de piadas, têm suas vidas invadidas, são menosprezados em tudo que tentam fazer, são subestimados. O gay então começa a achar que ele sofre de algum problema, que está errado, mas na mente não consegue entender essas atitudes por parte da sociedade. Nós homossexuais temos uma conseqüência nesse campo altamente prejudicial, onde caso a solução falte implicará em vários nas nossas vidas. *Conseqüência relacional: as conseqüências evidenciam-se como num efeito cascata, o fato de sermos rejeitados incide no relacionamento de nós homossexuais, onde existem dificuldades de fazer amizades, a família nos trata como um parente distante ou bastardo, sempre que estamos ou chegamos a algum lugar somos excluídos das conversas, dos círculos de amizade, desprezados, ignorados, com isso tentam incutir em nós que não merecemos estar junto destes, pois a nossa sexualidade é distinta, e assim legitima-se exercer esses atos de insipiência. *Conseqüência profissional: simplesmente existe rejeição quando algum de nós procura emprego pela razão da nossa sexualidade, creditam a capacidade que temos a nossa sexualidade, e para isso muitos ocultam a própria sexualidade em face de conseguir um empreso ou permanecer nele se já o tiver. *Conseqüência em razão da Fé: essa se configura em razão de sermos excluídos da fé, como se Deus nos detestasse e nos castigasse por apenas exercer e viver os nossos sentimentos. Através de todas essas argumentações, os homossexuais e homossexualidade são atacados, execrados, tratados como uma coisa qualquer, o que se precisa fazer é lutar sempre em favor das vidas, dos sentimentos, da essência de cada homossexual e procurar-se viver apesar do preconceito e da discriminação.

PARTICIPE DE NOSA FANPAGE OFICIAL CABULOSO.COM

Você precisa ser um usuário registrado para poder postar comentários no Cabuloso.com! Registre-se gratuitamente!